facebooktwitter

Processo de triagem e admissão para programa de reabilitação

IMG 8418 1. Quem pode ser atendido na Rede de Reabilitação Lucy Montoro Santos?

Respeitando os critérios de elegibilidade, são atendidos adultos, adolescentes e crianças que apresentem limitações às atividades básicas e instrumentais de vida diária, derivados de incapacidades adquiridas decorrentes de:

- Lesão encefálica adquirida de diferentes etiologias;

- Lesão medular, com paraplegia ou tetraplegia, de diferentes etiologias;

- Amputação de membros de diferentes níveis e etiologias;

- Doença de Parkinson;

- Esclerose múltipla;

- Lesão do sistema nervoso periférico;

- Síndrome de Guillain Barré;

- Síndrome de Down (até 07 anos de idade);

E crianças com:

- Paralisia cerebral;

- Mielomeningocele;

- Má formação congênita de membros; e

- Atraso no desenvolvimento neuropsicomotor.

2. Como posso solicitar tratamento na Rede Lucy Montoro?

Para que o paciente tenha acesso ao processo de triagem para tratamento ambulatorial no Centro de Medicina de Reabilitação Lucy Montoro – Santos, é obrigatório o preenchimento do Formulário para Central de Regulação. Lembrando que este formulário deverá ser preenchido, assinado e carimbado pelo médico que realiza o seu acompanhamento podendo ser ele do SUS, convênio ou particular.

Após o preenchimento, o formulário deverá ser enviado por e-mail: social@lucymontorosantos.org.br ou entregue pessoalmente no Serviço Social do Centro de Reabilitação Lucy Montoro Santos, situado à Rua Alexandre Martins, 72 – Aparecida Santos.

Se o caso puder ser atendido pela Rede Lucy Montoro, você será selecionado para uma Triagem.

O agendamento de triagem está sujeito à disponibilidade de vagas para programa de reabilitação

. Se o caso puder ser atendido pela Rede Lucy Montoro, você será selecionado para uma Triagem.

Clique no botão abaixo para acessar o formulário:

Clique aqui 01

3. Fui selecionado para a triagem. Como funciona?

A triagem é a primeira avaliação presencial e é realizada por uma equipe multiprofissional composta por médico fisiatra, assistente social e psicólogo.

Para sua segurança e melhor aproveitamento do tratamento oferecido, a equipe precisa saber o diagnóstico da sua deficiência e do que a causou – por isso é importante um Encaminhamento Médico. Também é importante que você esteja em acompanhamento médico e que esteja em condições clínicas, psicológicas e sociais estáveis. Para conhecer todos os critérios utilizados nessa avaliação, clique aqui.

4. Fui eleito para o tratamento. Quais são os próximos passos?

Na triagem, o paciente será indicado para realizar uma consulta com o médico fisiatra, especialista em Reabilitação e em Funcionalidade, que o acompanhará durante o tratamento. Nesta consulta são estabelecidos objetivos do tratamento e o plano terapêutico, com base nas características apresentadas durante a avaliação clínica e funcional. Após esta consulta, será agendado o início de seu atendimento com a equipe multiprofissional.

5. Não fui eleito para o tratamento. O que fazer?

Na triagem, os pacientes que não estiverem aptos para o nosso modelo de atendimento serão orientados e encorajados a procurar outra instituição que esteja adequada ao tratamento de sua patologia e/ou incapacidade, conforme disponibilidade de serviços de saúde em sua região. Aos mesmos não será possível a dispensação de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção.

Se você ainda tem alguma dúvida, entre contato através do nosso Fale Conosco.

Observação: O agendamento de triagem está sujeito à disponibilidade de vagas para programa de reabilitação.